Escritos de Lilia Monteiro

Blog

versos

Quem sou?

Eu sou sombra. E frescor!

Sou maná!

Eu encanto quando me empodero e engrandeço quando as flores colorem o meu corpo.

Sob a minha sombra eu acalmo, igual a um bom livro, e refresco a alma.

No calor intenso há quem grite por mim. Outras vezes sou ignorada!

Sou aquela que alguém plantou ou nasci sozinha…e aguardo pacientemente, com toda a minha força, que eu seja cuidada e permaneça no mundo.

Eu sou uma árvore!

Blumenau, 21 de setembro de 2018

poesia

Poesia de avó

B, B, 
Quando você chegou
Meu coração explodiu de alegria
E fui tomada de uma emoção sem fim

Você alegrou meus dias
Que tristes se cumpriam
Com seu jeito de me olhar
Tornou-se parte do meu pensar

Quanta alegria meu coração sentiu
Em vê-lo correr pela casa com seus pezinhos sutis
Que alegria contagiante nesse serzinho infantil.

Agora você está crescendo rápido
Nesse existir vibrante
Na alegria de um menino
Com um jeito contagiante

Eu vou te amar
Agora e na eternidade
E se eu virar uma estrela lá no céu
Uma luz brilhante haverá de te acompanhar.

26/01/2020
Luke

Meu cientista famoso

Luke é encantador
Gosta de sol e ventilador
Adora ver girar o vento
E também de passear

Ele é tão inteligente
Usa muito a sua mente
Com talento observador
Se tornará um doutor

Nunca esquece o seu ipad
Gosta muito de brincar
E também de batucar
Musiquinhas com seu dad

Ele é esperto e cativante
Conquista todos com o seu olhar
Quando vai para a escola
Sabe a todos encantar

Conquistou muitos amigos
Nesse mundo a girar
E sabemos, certamente
Muitos mais há de encontrar

Meu famoso cientista
Vovó te ama até a lua
Você é Luz da minha vida
E razão do meu amar

26 de janeiro de 2020
Escritos

Escritor

Quem és tu que dás voz ao nosso silêncio, e tantas vezes, insones, acalma-nos com o teu saber?
Quem és tu que aconchegas e refrigeras o nosso ser?
Quem és tu que trazes o presente, o futuro e o passado, alimentando-nos de conhecimento?
Quem és tu que desnudas a vida?
Quem és tu que ilumina-nos e tira-nos da solidão?
Quem és tu que ensina-nos a viajar.
Quem és tu que acalentas o nosso coração e inspiras a nossa alma?

Carta

Carta ao meu pai

Lembra papai quando você me deixava na creche? Eu chorava muito e você ficava olhando pelo buraquinho do portão até que eu parasse de chorar. Você lembra?
Lembra papai quando ficávamos só você e eu e você me ajudava nas tarefas da escola, mesmo sem entender muito?
Lembra papai que você fazia pra mim o melhor bolo de fubá do mundo? E lembra que você lavava toda a louça pra mamãe não reclamar quando chegasse cansada de um plantão no hospital? Você costumava dizer: “vamos deixar tudo limpo para quando a sua mãe chegar”.
Lembra papai quando assistíamos a filmes de “faroeste” na sessão da tarde? (você adorava e agora eu sei de onde vem o meu gosto pelo western)
Lembra papai que eu ensinei a você, fazer conta de dividir de uma forma diferente?
Papai, você lembra quando eu estava começando a adolescer e nós ficamos entristecidos um com o outro durante um tempo, em função de você ter revelado um segredo que era teu e da mamãe?
Lembra papai como você estava feliz no dia do meu casamento? E quando você conheceu o seu neto Fred. Você ficou tão emocionado. Você lembra? Que pena você não ter conhecido Carol e Bruno. Tenho certeza de que os amaria muito também.
Eu me lembro de tudo isso papai e jamais vou esquecer.

Escritos

Instante

A vida é um sopro. Aproveite cada instante.
Fale calmamente.
Escute apaixonadamente.
Não seja rude.
Faça e queira o bem.
Deseje um bom dia às pessoas.
Ame intensamente.
Tenha fé. Sorria.

Luke

Eu vejo você…

Eu vejo você amanhã brincando nos parques da cidade, com seu papai e sua mamãe, com seu dog Bolt, com seus primos e com seus amigos.

Eu vejo você amanhã passando por uma juventude repleta de emoções e histórias engraçadas para contar.

Eu vejo você amanhã sendo um homem de muito valor. Quem sabe um grande cientista famoso, ou outra profissão que você queira ter e que ela te faça feliz.

Eu vejo você amanhã alegrando seus pais por ser uma criatura amorosa e do bem.

Eu vejo você hoje e amanhã sendo importante para nós, e porque sua vida começou com bravura, eu vejo você amanhã fazendo e lutando por algo grandioso, quem sabe por mais amor e paixão entre as pessoas e paz no mundo!

Eu vejo você amanhã, sendo você, um ser humano com muita luz, com uma história linda para contar, de superação e de coragem.

Encontros

Adoção

Adotada com sete dias de vida, e após a descoberta deste fato tardiamente, já adolescente, o preconceito a perseguira. Era difícil revelar ser uma filha adotiva e que não tinha sido gerada pelas pessoas que conhecia tão bem.

Revelar aquela verdade era motivo de vergonha e, de fato, até então, ela não sabia que havia sido adotada. Fora nessa época, num momento de transformação e de dúvidas, numa discussão com seu pai, que o “segredo” manifestado a deixara surpresa. Não conseguia acreditar e entender sobre a existência de algo sobre o passado dela que fora omitido. A revelação, tardiamente, foi dolorida. Foram momentos difíceis em que nada fazia sentido.

A informação recebida era uma novidade, porquanto o tema adoção, à época, era um tabu, e por mais que tentassem dar uma explicação, ela não conseguia entender. A vergonha sentida, a relação estremecida e a angústia, durante um bom tempo, foram sentimentos vivenciados por todos.

Carregar o estigma de “filha adotada”, para ela, era um sentimento de vergonha e se alguém comentasse sobre a condição de “filha de criação”, uma vez que eram assim chamados os filhos adotivos, o pânico tomava lugar.

Já adulta, veio o casamento e a geração de filhos, contudo a vergonha continuava presente ao falar do assunto. A tentativa de sua mãe fazê-la perceber o quanto aquele preconceito consigo mesma era equivocado, fora em vão e ela demoraria para falar abertamente sobre ser uma filha, muita amada sim, mas adotada.

Os filhos já crescidos, a universidade, o curso de Serviço Social e a paixão pela profissão, a libertariam dos preconceitos que a perseguiam. O trabalho com adoção traria a ela a coragem de dialogar abertamente sobre a geração de um filho através do “encontro de almas” e a oportunidade de discorrer, na preparação para a adoção, sobre a importância da revelação.

Escrever essa história, mesmo que sucintamente, é acreditar que nada é por acaso e que o orgulho de ser fruto de um “encontro de almas” é verdadeiro. Devemos ser gratos às pessoas que recebem alguém para chamar de filho, e que este milagre, um filho, não precisa ter nascido de seu ventre, mas está aqui para ser amado incondicionalmente.

A própria vivência, a contribuição na área da infância e na luta para o encontro de uma família para cada criança ou adolescente, sempre estarão presentes num sentimento chamado amor.

Blog

Talvez seja difícil manter a fé num mundo com tantas pessoas hostis e que não conseguem perdoar, mas é preciso seguir acreditando.

Nem sempre as coisas acontecem como desejamos, mas a clareza de que os planos são os melhores possíveis é a certeza que precisamos.

Acredite! Todos têm capacidade para ressignificar e refazer o percurso. Todos têm capacidade para usar a resiliência consigo mesmo e praticar a empatia com os demais.

A simples ação de nos ajoelharmos para orar por algo ou por alguém, nos impulsiona à magnitude. Neste momento sublime e de intimidade com o nosso eu, podemos sentir a força do universo e a presença de Deus nos ouvindo, nos guiando e amparando.

É preciso reforçar e renovar a esperança de que dias melhores estão por vir trazendo mais boa-fé e perdão entre os homens.

Comecemos o dia com fé e desejando o bem. Acredite, tudo vai ficar mais fácil.